domingo, 15 de julho de 2012

Mortilus Land



 
           “Não ouse proclamar que esta terra não seja a mais sombria de todos os lugares pelo qual você já cavalgou. Mesmo que vossos olhos tenham presenciado a morte de crianças e mulheres não seria um trauma maior do que aprofundar seus conhecimentos sobre este solo improdutivo e gélido que mais se parece com um cadáver, nada será mais horrendo do que apenas saber o que já aconteceu por aqui. Para adentrar nos portais de Mortilus será preciso um sacrifício inicial, sete fios de cabelo do aventureiro retirados ali mesmo por um servo da nobreza, para sair, um sacrifício maior, sete gotas de sangue retiradas do aventureiro por sua própria arma. Depois disso o aventureiro nunca será o mesmo.”



          Povoado por Aberrações, Bruxos, Elfos da Noite, Mortos-Vivos e outras criaturas sombrias, Mortilus Land sobrevive rodeada por três vulcões ativos e um céu no qual o sol nunca ousou clarear. Esse continente serve de sede para a Ordem dos Magos Negros, a maior escola de profissões para Magos Negros, Cavaleiros Negros e etc.

 (Mortilus Land, A terra sombria)

   Zafar, O Ordinário, governa sem concorrência por aqui, tem poder suficiente para mandar e desmandar em qualquer criatura por estas terras, mesmo que ela só esteja de passagem e não nenhum “peão de outra divindade”, porem é pouco provável que um peão divino ande por tais terras e sobreviva tempo suficiente para causar algum desconforto ao temido líder das trevas.
  A arquitetura sombria de Mortilus foi uma herança de antigos Bruxos, que no passado, enterraram, nesse continente, mistérios e lendas intrigantes.



 (Esta postagem faz parte da Ambientação: Divindades & Aberrações

3 comentários:

  1. fiquei ate com medo :|

    ResponderExcluir
  2. sim sim Anderson Santos, é de Senhor dos Aneis! kk Uso as imagens só pra realçar a imaginação, então coloco as mais similares, valeu pelo comentario!

    ResponderExcluir